PalavrasCruzadas



Nó na garganta

Maio de 2008

O planeta está a aquecer. Espera-se que daqui a… – e desligava-se o televisor. Já estava farto de ouvir aquela treta de Aquecimento global. Blá. Blá. Blá. O que é que isso lhe interessava? Afinal, quando supostamente, já não houvesse água para beber ou não chovesse há anos já não estaria ali… E com as invenções de hoje em dia quando esses dias chegassem já haveria água artificial. Aliás, quanto mais quente melhor; era maneira que as pessoas ficavam bronzeadas mais depressa. E sinceramente não vejo o que de tão mal eu faço para que contribua para esse tal de Aquecimento Global. Um só não mudaria as coisas. Reciclar, andar de transportes públicos. Não via mal nenhum em não fazer nada disso. Que me deixem estar sossegado, que eu não faço mal a ninguém. Se calhar é até uma invenção qualquer que lhes faz ganhar dinheiro com tantos filmes, prémios Nobeis, palestras e essas coisas que não interessam a ninguém. Enfim, mais uma chatice. Como se não chegasse os problemas com o dinheiro. Que se desenrasquem sozinhos.  

 

Maio de 2068

            Foi tomada pelo governo mais uma medida para a protecção da água, após o assalto das já escassas reservas de água potável de Espanha, enquanto se realizavam as cerimónias dos nove anos da unificação de Portugal com Espanha, que como todos se recordam estamos juntos desde que Espanha ficou sem água potável e Portugal sem dinheiro. – e faltava a luz. Andavam sempre a cortar a luz para poder dessalinizar a água do mar. Quem dera que tudo fosse como naquelas histórias antigas que se encontrava pelos escombros da guerra. Escritos, pelos agora chamados de “geração egocêntrica”, em que tudo se resumia apenas a tentar ser feliz. Em que aconselhava as pessoas a beberem um litro e meio de água por dia. Agora, deixam-nos beber um copo de água. Não mais. Em que se lavava os carros com mangueira e a água era um elemento que não fazia parte das histórias encantadas. É difícil de nos imaginar nesses tempos em que a água era uma personagem secundária da história Terra. História que está a chegar ao fim. Prelúdio de uma vida em Marte. Tenho agora 30 anos. Pareço ter 50 segundo as histórias contadas mudamente nos livros, e vejo o fim à vista. A esperança média de vida agora é de 35 anos. Estou acamado. Tenho problemas renais, porque bebo pouca água.

            A vida agora é muito diferente. Temos que nos limpar com azeite mineral. A água é sagrada. Todas as pessoas, mulheres e homens, têm a cabeça rapada para que não se acumule o lixo. Rios, lagos, mares, oceanos inteiros contaminados e desertos em toda a parte. Ao meu lado estão duas raparigas com 10 anos. Têm infecções gastrointestinais. A minha família quase já não consegue pagar as despesas que o hospital pede pela despesa de água. Os salários de agora não são dinheiro, que quase já ninguém tem e utiliza. A nossa moeda passou a ser a água. Dantes assaltavam-se bancos e qualquer sítio que tivesse dinheiro. Hoje em dia assaltam-se rios e qualquer sitio onde exista água. Não chove há anos e ainda bem. Quando ela vem, vem acidificada e causas magnânimas cheias.

                        Ontem tive na internet e procurei sobre inteligência. No primeiro site mostrava um gráfico sobre a evolução da inteligência. Tinha sido abalada 50% desde 2010 até hoje. Somos muito menos intelectuais do que os nossos antepassados.

            Hoje estou aqui deitado numa cama de hospital e de cada vez que me lembro porque aqui estou e porque que o mundo está assim. Sinto algo a crescer dentro de mim. Ódio. Raiva. Impotência. Porquê tudo isto?

 

 

         Tudo ainda pode mudar. Podemos fazer com que tudo isto seja apenas pura imaginação. Juntos Conseguimos!

 


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: